Informação

Mundo Animal – O fascinante universo das quatro patas


Ter um bichinho é sempre muito gostoso. Afinal, eles nos dão atenção, carinho, amor, são companheiros, fieis e independentemente de ser um gato ou um cachorro, a personalidade deles sempre traz surpresas agradáveis. Mas você conhece realmente o mundo animal?

Vale lembrar que o mundo animal vai muito além do cachorro abanar o rabo, em latir quando quer chamar a atenção, do gato se esfregar nas pessoas que ele gosta ou necessitar de um arranhador para as suas unhas. Este universo vai além e tem curiosidades incríveis, que podem fazer com que todos entendam ainda mais os motivos de muitas coisas.

O que há de interessante no mundo animal quando o assunto são os cachorros?

Estes bichinhos tem curiosidades aos montes. Uma delas, por exemplo, é a de que o ato de lamberem os outros, sejam seres humanos ou outros bichos, não é uma mania típica de determinado comportamento ou um simples “beijo” retribuído, como a maioria acredita. Na linguagem de sinais deles, lamber é um gesto de reverência, sinônimo de dizer “eu gosto de você”.

Leia Mais: Criatividade não tem limites: veja algumas frases sobre gatos

A ideia de acreditar que ele dá beijos partiu da própria interpretação do ser humano, que trouxe esta prática deles para a explicação pessoal. Porém, eles não ficam lambendo os seus brinquedinhos? Está aí o esclarecimento de tanto zelo pelas suas coisas! É por estas e outras que conhecer mais o mundo animal vale a pena.

Outro fato interessante é o de que a audição deste tipo de pet é muito mais aguçada do que a visão, mas o seu olfato ganha dos outros dois sentidos, além de ser muito maior se comparado às pessoas. Enquanto nós temos 5 milhões de receptores para percebermos o cheiro das coisas, eles tem 200 milhões. Então, não adianta tentar esconder o ossinho dele, porque somente você irá acreditar que ele não sabe onde está. E se for um vira-lata, que tem ainda mais potência em seu faro, esta missão se torna impossível.

Voltando à análise da visão no mundo animal, os cachorros não são daltônicos como acreditam e enxergam, além das cores preta e branca, também o azul, o amarelo e o cinza. E a maneira de distinguir as coisas tem esta sequência: primeiro captam o movimento, na sequência o brilho e depois de ambos, a forma daquilo que estão vendo.

E você sabia que as expressões deles também mudam? Ou melhor, eles tem 100 diferentes, a maior parte concentrada nas orelhas. A ideia de que eles sorriem é polêmica, já que alguns acreditam que a respiração ofegante em momentos de alegria seja a risada deles. Se a pessoa acredita nisso ou não, tudo bem, mas uma coisa é certa: eles nos fazem rir bastante!

As curiosidades do mundo animal quanto aos gatos

O conceito de que por serem independentes não os deixam ser um bom pet de estimação já perdeu forças há tempos. Afinal, no mundo animal os gatos e os cachorros são ainda os seres de quatro patos preferidos para integrarem as famílias. E eles tem peculiaridades que os fazem ainda mais atraentes.

Assim como os cachorros, gatos também não são daltônicos e possuem uma visão de 185 graus. Por isso, além de enxergarem os tons de verde, azul e amarelo (além do preto e o branco), ainda possuem olhos mais potentes do que os das pessoas, pois necessitam apenas de 1/6 da luz que nós precisamos para avistarem normalmente. Em contrapartida, o fato de terem se adaptado à visão no escuro fez com que eles perdessem a capacidade de visualizar detalhes.

Mas o mundo animal compensa uma coisa com outra, como os bigodes deles, que totalizam 24, agrupados de 4 em 4. Com eles, os felinos medem as distâncias, por isso são tão certeiros e sabem passar por diversos objetos sem derrubarem nada ou caírem. Compreendeu agora o por que de não poder nem dar uma pequena podada neste “sensor” deles?

Falando ainda na capacidade dos gatos em passarem longe do estigma de desastrados, eles andam nas pontas dos pés e são nas patas os seus receptores, que estão sempre em contato com o cérebro alertando onde está cada elemento, qual é novo e os que foram mudados de lugar, onde é quente e ele deve passar longe, o que é comestível, ou seja, a sensibilidade deles é de dar inveja em muitos que vivem batendo o dedinho do pé nos cantos dos móveis.

E quer mais uma novidade? Os bichanos que vivem em casa podem chegar a correr a uma velocidade em torno de 50 km/h, menor do que os que vivem nas ruas, mas mesmo assim muito ágeis para um pet domesticado. Resumindo: eles tem muito autocontrole mesmo. É mais uma vez o mundo animal surpreendendo!

O mundo animal entre cães e gatos: o que eles tem de iguais ou distintos?

Uma das curiosidades que muitos tem é quanto a eles serem destros ou canhotos. E sim, eles possuem essas diferenças, assim como os humanos. Por isso, repare com qual pata o seu peludo pisa primeiro ou te cutuca para chamar a atenção. A charada está descoberta!

E no mundo animal sabemos que existe a marcação de território, no qual tanto os cachorros quanto os felinos a fazem, porém, de formas desiguais. Os cães costumam urinar em diversos lugares do lar, deixando o seu sinal de que aquele território pertence a ele. Já os gatos se esfregam nas pessoas, nos móveis e objetos, usando o seu odor para colocar a sua assinatura. Uma glândula no rosto exala esse aroma característico deles, por isso eles até podem tocar o que é “seu” com o restante do corpo, mas a cabeça é sempre com mais intensidade. Já percebeu isso?

Todos sabem que eles suam e o local que eles tem em comum para dispersar o calor são as “almofadinhas dos pés”. De resto, os gatinhos tem glândulas sudoríparas no ânus, nos lábios e no queixo. Já os cães soltam o seu calor pelo focinho também. E vale ressaltar que eles não só suam quando estão acima da temperatura normal, como também por estresse ou medo.

Mas no mundo animal há muitas diferenças entre eles, como a quantidade de dentes permanentes: enquanto os gatos tem 30, os cães tem 42, 10 a mais do que os seres humanos. Além disso, a substituição da dentição dos gatunos é aos 7 meses de idade, enquanto os cachorros podem iniciá-la aos 4 meses, tendo alguns casos que se igualem e o pet comece sua troca por volta do meio ano de vida.

Outro diferencial deles é quanto ao rabo ereto: com esta ação os felinos mostram que estão felizes e confiantes, mas se ela estiver eriçada, é sinal de que ele está desconfiado de algo e se sentindo ameaçado. Então, instintivamente eles arrepiam os pelos, para parecerem maiores e tentarem intimidar aquilo que os está amedrontando. Já os cães usam esta tática como forma de dominação do ambiente.

Confira mais informações interessantes sobre o mundo animal

Muitas coisas são fascinantes neste universo tão grandioso dos bichos, fazendo com que o mundo dos animais torne-se viciante em serem descobertas cada vez mais particularidades. Então, mantenha-se sempre informado sobre seu pet, pois somente assim conseguirá compreender os motivos de cada ato, de determinadas manias ou o que ele está querendo dizer do jeito dele. Veja mais algumas curiosidades:

  • Quase 10% dos ossos de um gato ficam na sua cauda, por isso ela é o sensor que dá a ele equilíbrio e discernimento de proporção das dimensões daquilo que ele terá de desviar;
  • A audição dos felinos é bem maior que a de um cão, algo em torno de 65 quilohertz, ganhando dos 45 quilohertz dos cachorros (e dos 20 dos seres humanos);
  • Todos os peludos caninos possuem a língua cor-de-rosa, exceto duas raças: Chow-Chow e Shar Pei, ambos com ela na coloração preto azulado, também considerada azul;
  • Os cachorros são os únicos animais com próstata, iguais aos homens;
  • Ambos sonham. Você já viu o seu pet se mexendo, chorando ou até mesmo tremendo enquanto dormem? Estes são sinais de que eles estão no estágio do sono em que já começaram a sonhar, podendo ser influenciados pelo o que passaram naquele dia ou fatores externos do momento, como barulhos da rua ou a televisão ligada com algum ruído mais intenso;

Os gatos são extremamente limpos e passam 30% da sua vida se limpando. Já os cachorros tem personalidades que possam pender para serem higiênicos e se coçarem para os donos quando querem banho, ou terem predisposição para serem desleixados e fugirem da água.

Categorias:
Comportamento dos Cães, Curiosidades sobre Cães, Comportamento dos Gatos, Curiosidades sobre Gatos
Tags:
animais, animal, cachorros, cães, curiosidades, felinos, gatos, mundo, pets
  • AnteriorGato arisco – Como lidar com meu felino bravo?
  • PróximoHepatite Infecciosa Canina – Como identificar e tratar


Video: Marcus Eni - Four Feet of Love Official EXCITING (Junho 2021).